segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

E hoje começou mais um período escolar!

E hoje começou mais um período escolar!

Tempo de começar de novo, de subir as notas que ficaram em baixo, tempo de ver os colegas e amigos, tempo de voltar à rotina...

Nesta altura, é importante não esquecer que o fato da criança não ter tido um desempenho escolar satisfatório,  não faz dela burra ou "lerda". 

É muito importante avaliar e analisar quais as causas do seu baixo aproveitamento para, assim, o programa poder ser adequado à individualidade de cada aluno.
Na realidade são várias as causas que podem levar a um mau rendimento escolar...

Uma criança com dislexia não diagnosticada pode ter negativas porque simplesmente tem dificuldade em perceber o que lê e o que através da escrita lhe  estão a perguntar;

Uma criança com disfunção na função executiva pode ter negativas porque não consegue adequadamente organizar nem as suas ideias,nem gerir o tempo que tem para fazer as tarefas escolares;

Uma criança com disfunção do processamento sensorial pode ter negativas porque é "invadida" por vários estímulos ao mesmo tempo, e não sabe o que fazer com tanta informação, acabando por desconcentrar-se e desorganizar-se;

Uma criança com perturbação emocional pode ter negativas porque não consegue estar disponível para as aprendizagens escolares;

Uma criança com baixa auto estima pode ter negativas porque, ao não confiar em si mesma, tem medo de falhar e opta por não responder ao que lhe é solicitado mesmo quando sabe a resposta

Todas estas situações ( e mais outras tantas parecidas) prejudicam não só o desempenho académico da criança mas também o seu desenvolvimento pessoal e social.

Se tem algumas duvidas em relação ao desempenho escolar do seu filho, não hesite em agendar consulta para avaliação psicológica e, assim, poder adequadamente ajudá-lo.

Fátima Poucochinho
Psicóloga Infanto Juvenil
Clínica ASAS, Portimão
Contacte-nos através dos números 96 2209121 | 282 413 584